Fístula liquórica - Diagnóstico

 

O diagnóstico de uma fístula liquórica é feito pela história, exame físico e exames complementares.

Deve-se suspeitar desse problema quando o paciente relata a saída de uma "água" pelo nariz, ouvido ou ferida operatória, principalmente quando há história de traumatismo ou cirurgia neurológica recentes. Na maioria das vezes, essa "água", que na verdade é líquor, fica avermelhada pois está misturada com sangue. Isso ocorre principalmente quando a fístula é secundária a um traumatismo de crânio ou cirurgia neurológicas recentes. Nas fístulas mais antigas, principalmente as que não têm uma causa definida, o líquor é cristalino como se fosse água mesmo. 

No exame o médico pode identificar a saída do líquido verificando suas características para diferencia-lo de outros tipos de fluidos corporais. Esse líquido também pode ser colhido e enviado ao laboratório para análise. 

 

Os exames de imagem, como tomografia computadorizada e ressonância magnética, complementam o diagnóstico. Podem ajudar no sentido de confirmar a fístula liquórica como também identificar o local onde há a lesão da dura mater.

Tratamento

O tratamento vai depender muito da localização e da causa da fístula liquórica. Mas em todas as situações o repouso do paciente é muito importante.

Fístulas secundárias a traumatismo têm tendência a desaparecer completa e espontaneamente em um período de até 7 dias. Geralmente não necessitam de nenhuma medida adicional ao repouso.

Quando a fístula aparece após uma neurocirurgia o tratamento pode incluir, além do repouso, sutura de reforço no local de saída do líquor e colocação de algum tipo de dreno, como o dreno lombar.

Existem medicamentos que diminuem a produção do líquor pelo organismo. O mais utilizado é um diurético chamado acetazolamida (Diamox). O uso desses medicamentos pode ajudar no tratamento da fístula liquórica e o médico pode prescrevê-lo.

Em certas situações pode ser necessário o tratamento cirúrgico. Durante a cirurgia o médico tem que identificar o local exato da lesão da dura mater e realizar a sua correção. Existem diversas técnicas de fechamento da fístula e elas geralmente envolvem sutura e o uso de colas especiais.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter
  • Google+
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn ícone social
  • Google ícone social Places