Dicionário médico e de termos anatômicos

Agudo: em medicina os termos agudo, subagudo e crônico são relativos a tempo. São usados principalmente para descrever o aparecimento de um sintoma ou a duração de uma doença, sendo que o termo agudo é empregado quando as coisas acontecem rapidamente e o termo crônico quando são mais demoradas. Dependendo da situação os intervalos são um pouco variáveis mas, de maneira geral, agudo é de aparecimento imediato ou que dura até 3 dias, subagudo vai de 3 dias a uma semana e crônico quando o período é maior que uma semana. Uma dor, por exemplo, é aguda quando ela acabou de aparecer. A dor crônica é aquela que já acompanha a pessoa por meses ou até anos. O termo agudo muitas vezes é empregado de forma errada numa tentativa de descrever a intensidade de um sintoma. Ou seja, é errado falar que uma dor é aguda querendo dizer que ela é forte. 

 

Agudo e crônico são relativos a tempo

Antissepsia segundo a ANVISA, consiste na utilização de produtos (microbicidas ou microbiostáticos) sobre a pele ou mucosa com o objetivo de reduzir os micro-organismos em sua superfície. Exemplo: esfregar álcool na pele antes de aplicar uma injeção.

 

Assepsia: segundo a ANVISA, conjunto de medidas empregadas para impedir que agentes patogênicos sejam introduzidos no organismo. Exemplo: esterilização de instrumentos, uso de luvas e máscaras.

 
 
 

Cerebelo: o nome cerebelo vem do latim "cérebro pequeno". Ele fica localizado na parte de trás do crânio e é responsável

principalmente pela coordenação motora e equilíbrio do corpo.

Cóccix: pequeno osso de formato triangular localizado na extremidade inferior da coluna vertebral. Formado por 4 vértebras fundidas entre si, ele é considerado o vestígio do que seria uma cauda. Em inglês é conhecido como tailbone (tail = cauda, bone = osso)

Cerebelo em vermelho

 

Contraste: substância que é introduzida no corpo para identificação e avaliação de algumas estruturas e lesões. Pode ser administrado por várias vias como oral, intravenoso, retal, e intratecal (diretamente no sistema nervoso). Os mais utilizados em neurocirurgia são o contraste iodado na tomografia computadorizada e o gadolínio na ressonância magnética. A presença do contraste no organismo é detectada por esses exames o que auxilia no diagnóstico de várias doenças como os tumores, por exemplo. Essas lesões tem a tendência de captar uma quantidade maior de contraste ficando mais visíveis. Os problemas mais frequentes dos contrastes são os efeitos adversos, como náuseas e mal-estar. Porém são sintomas inofensivos e que passam rapidamente. Já o risco de reação alérgica é um problema bem mais sério. Pode variar desde uma simples urticária até uma reação anafilática causando a morte. O iodo presente no contraste usado na TC é o que está mais relacionado às reações alérgicas.

 

Ressonância de crânio com tumor que capta contraste (em branco)

Crônico: em medicina os termos agudo, subagudo e crônico são relativos a tempo. São usados principalmente para descrever o aparecimento de um sintoma ou a duração de uma doença, sendo que o termo agudo é empregado quando as coisas acontecem rapidamente e o termo crônico quando são mais demoradas. Dependendo da situação os intervalos são um pouco variáveis mas, de maneira geral, agudo é de aparecimento imediato ou que dura até 3 dias, subagudo vai de 3 dias a uma semana e crônico quando o período é maior que uma semana. Uma dor, por exemplo, é aguda quando ela acabou de aparecer. A dor crônica é aquela que já acompanha a pessoa por meses ou até anos. O termo agudo muitas vezes é empregado de forma errada numa tentativa de descrever a intensidade de um sintoma. Ou seja, é errado falar que uma dor é aguda querendo dizer que ela é forte. 

Infiltração: termo geralmente usado para o procedimento de injetar medicamentos em determinada parte do corpo. Geralmente o objetivo é alívio da dor e melhora da inflamação, por isso as principais substâncias injetadas são anestésicos e anti-inflamatórios. A infiltração também pode ser chamada de bloqueio.

Líquor: líquido cristalino e transparente que circula ao redor do cérebro e da medula espinhal servindo como um colchão para amortecer os traumatismos e funciona também como barreira contra bactérias e outras agressões externas.

Síndrome da Cauda Equína: veja a página própria 

Subagudo: intervalo de tempo intermediário, ou seja, nem curto nem longo. Geralmente é referente a um período de 3 a 10 dias. Veja as definições de agudo e crônico.

Crônico e agudo são relativos a tempo

 
 
 
 
 
  • Facebook Social Icon
  • Twitter
  • Google+
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn ícone social
  • Google ícone social Places